HOME Notícias

Notícias

Aconteceu no CEDB

Arquivo próprio
SE TOCA, GAROTA! Prevenção salva vidas.

No último dia 25 o Centro Educacional Dom Bosco-Jaboatão (CEDB) realizou uma roda de conversa com o tema “Saúde da mulher e prevenção ao câncer de mama” em apoio ao “movimento internacional de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama, Outubro Rosa, foi criado no início da década de 1990, quando o símbolo da prevenção ao câncer de mama — o laço cor-de-rosa — foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA) e, desde então, promovida anualmente.O período é celebrado no Brasil e no exterior com o objetivo de compartilhar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama, a fim de contribuir para a redução da incidência e da mortalidade pela doença.(inca.gov)

O momento foi conduzido pelos Agentes Comunitários de Saúde Adeline Kassia, Erivaldo, Rosenilda e Ana Cristina, atuantes no Posto de Saúde Quadros, comunidade que fica no entorno do CEDB, que foram acompanhados do psicólogo Alan da Escola Dom Bosco-Bongi, Recife, e da Assistente Social Mirele Barros do CSC-Centro de Serviços Compartilhados da Inspetoria. 

Participaram alunas dos curso de Informática e Assistente Administrativo junto com as mulheres do grupo Ativa Saúde, que receberam informações sobre como fazer o autoexame, comportamentos saudáveis, autocuidado e sinais de alerta para procurar o médico. A ação teve como propósito educar para a prevenção, pois entende-se que quanto antes essas jovens mulheres adquirirem bons hábitos melhor para a qualidade de vida, além disso, elas serão responsáveis por compartilhar com familiares e amigas o que aprenderam, numa onda de ajuda e coletividade.

O psicólogo Alan finalizou o momento reforçando como mente e corpo estão conectados, quando a saúde mental não está bem os sinais aparecem no corpo físico, por isso, é importante exercitar o autoconhecimento, o autoamor e procurar ajuda quando as coisas não vão bem. 

O jeito salesiano de educar incentiva momentos como esse que vão além do ensino técnico, mas se preocupa com o humano, com o bem-estar e com o exercício da cidadania e da coletividade.